Este espaço publicitário pode ser seu
Primeira página  |   Publicite connosco  |   Favoritos  |   Classificados  |   Estatuto Editorial  |  Login  | Registo Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017
Actualidade Política Concelho Cultura Desporto Entrevista Participe Nós
 

Ex-deputado do PS reuniu com administradores da empresa
Mota quer comprar a Rádio Cávado

Dificuldades financeiras da empresa travam negócio.

O ex-deputado do PS, Manuel Mota, é um dos empresários que quer comprar a Rádio Cávado.

Leia o artigo na íntegra na edição impressa, já nas bancas, ou na edição em PDF http://www.barcelos-popular.pt/assinantes.

Autor: Pedro Granja
Quinta-feira, 28 de Julho de 2016 - 13:05:55

Notícias relacionadas
Comentar  |   Imprimir  |   Voltar...
COMENTÁRIOS
De: Marta Gonçalves em Terça-feira, 02 de Agosto de 2016 às 13:05:55

O sol está a fazer mal à moleirinha de muita gente. Não tenham medo que alguém pagará os milhões da água que meteram :)

De: Maria Alice em Terça-feira, 02 de Agosto de 2016 às 13:05:55

O Barcelos Popular tem de estar mais atento e não deixar publicar notícias sobre quem pode fazer frente à seita que está instalada na política Barcelenses. O jornal de Barcelos só fala do dono e o Barcelos Popular tem de fazer o mesmo.

Gostei muito de ver que aquilo que é notícia de primeira página na imprensa nacional é completamente silenciado em Barcelos...


De: António em Terça-feira, 02 de Agosto de 2016 às 13:05:55

Não se percebe qual é a surpresa!!! Os miúdos do PSD sempre foram trauliteiros e alguns foram transferidos para o PS quando ganhou a câmara.

De: Barreto em Terça-feira, 02 de Agosto de 2016 às 13:05:55

Não percebo como é que uma notícia sobre a Rádio Cávado descamba para insultos pessoais. Será que os mesmos que destruíram Barcelos levando à sua falência ainda não estão satisfeitos!?

De: Manuel Pereira em Terça-feira, 02 de Agosto de 2016 às 13:05:55

Há cada comentário mais divertido por aqui. E medo! Muito medo! Tanto tacho perdido que por aí anda.

De: Anónimo em Terça-feira, 02 de Agosto de 2016 às 13:05:55

Manuel Mota é uma falácia política e intelectual. Só o aprecia quem não o conhece. Deputado para encher número. Ao contrário do que diz nunca defendeu Barcelos na Assembleia da República. Ela sabe disso. E um jogador político sempre pronto para a intriga. Assim não vale apena ter políticos. E professore aonde? Nas novas oportunidades? Tenham tino.

De: Manuel Pereira em Segunda-feira, 01 de Agosto de 2016 às 13:05:55

O tempo passa e Barcelos é cada vez mais um concelho atrasado.

Braga, Guimarães, Famalicão, vILA vERDE e até esposende ultrapassam Barcelos em infra-estruras e iniciativas.

Depois do marasmo com Fernando Reis, Domingos pERREIRA foi incapaz de formar e liderar uma equipa.

Costa Gomes deixou andar e depois foi despachado.

Não se deixou despachar e despachou Pereira e acabarão os dois despachados.

É preciso sangue novo.

Gente que saiba o quer para Barcelos.

Manuel Mota é um dos poucos em quem acredito, mas as máquinas partidárias despacham os melhores...

De: Joana Araújo em Segunda-feira, 01 de Agosto de 2016 às 13:05:55

Barcelos tem muitos problemas.

A maioria criada por Fernando Reis, mas nenhum resolvido por Domingos Pereira e Costa Gomes vai pelo mesmo caminho.

Há que encontrar soluções.

É altura dos melhores teres coragem de aparecer e dar a cara.

Novos Partidos. Novos Movimentos.

Mobilizar todos.

As próximas eleições são fundamentais para o futuro de Barcelos

De: Filipe Lemos em Segunda-feira, 01 de Agosto de 2016 às 13:05:55

Era interessante compararem a performance dos vários deputados no seu primeiro ano de Assembleia da República. Manuel Mota é de longe o melhor de Barcelos e um dos melhores do distrito de Braga.

De: Anónimo em Segunda-feira, 01 de Agosto de 2016 às 13:05:55

ò mota tem juízo e para de escrever bem de ti mesmo. só tu mesmo para estas paranoias. já ninguém te conhece em Barcelos.
Comentar  |   Imprimir  |   Voltar...
« Anterior 1 3 4 5 Seguinte »
 
 
Termos de utilização  |  Política de privacidade  |  Contactos | Informação institucional - Lei da transparência