Este espaço publicitário pode ser seu
Primeira página  |   Publicite connosco  |   Favoritos  |   Classificados  |   Estatuto Editorial  |  Login  | Registo Domingo, 18 de Novembro de 2018
Actualidade Política Concelho Cultura Desporto Entrevista Participe Nós
 

Candidato a presidente da Assembleia Municipal pela coligação 'Somos Barcelos'
Pedro Gonçalves é sócio da empresa de advogados que defende a AdB

Candidato da coligação PSD/CDS/PPM é sócio da sociedade de advogados que defende a Águas de Barcelos no litígio contra a Câmara.

Pedro Costa Gonçalves, o candidado da coligação PSD/CDS/PPM a presidente da Assembleia Municipal, é, desde 2010, sócio da sociedade de advogados Morais Leitão, Galvão Teles, Soares da Silva&Associados, que, representa, desde o mesmo ano, a Águas de Barcelos no litígio que a empresa mantém com a Câmara Municipal.

Recorde-se que foi em 2010 que a concessionária avançou para o Tribunal Arbitral, argumentando que tinha direito a accionar a cláusula do reequlibrio financeiro, com o município a ser condenado, em 2012, a pagar 172 milhões de euros, até 2035.

Gonçalves, professor da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, integra, desde então, a equipa de administrativo e contratação pública da referida sociedade. Confrontado pelo Barcelos Popular quanto às implicações que este ligação poderão ter ter na sua candidatura, esclareceu que não interveio "em nenhum aspecto relacionado com este processo", acrescentando que quando aceitou o convite de Domingos Araújo fê-lo em "consciência. Não há conflito jurídico ou de interesses", lembrando que o cargo a que concorre não é executivo: "A Assembleia Municipal, em termos de orientação processual do município" neste caso "é zero. Cabe sempre à Câmara".

Nem mesmo o facto de defender a posição de uma sociedade de advogados, na qualidade de sócio, que levou a uma pesadíssima condenação do município, provoca dores de cabeça a Pedro Gonçalves: "Estou muito pacífico comigo mesmo". O candidato disse que já sabia que o assunto viria a ser tornado público e confidenciou que foi o próprio que se propôs em fazê-lo, o que acabou por não acontecer, depois de uma conversa no âmbito da coligação Somos Barcelos: "Mais ainda bem que tenho a oportunidade de esclarecer isto", finalizou.

Autor: Pedro Granja
Quinta-feira, 20 de Junho de 2013 - 11:15:44

Notícias relacionadas
Comentar  |   Imprimir  |   Voltar...
COMENTÁRIOS
De: PAQUITO CRESPO em Segunda-feira, 24 de Junho de 2013 às 11:15:44

Excelente académico, homem de muita inteligência, mas é muito vaidoso e, nos últimos anos, vendeu-se ao dinheiro.....são as águas e outras loisas.....

De: Carlos Esteves em Domingo, 23 de Junho de 2013 às 11:15:44

É assim tão grave? O que dizer então da relação do novato e inexperiente adjunto do vice presidente da câmara com uma sociedade de advogados de braga?

De: Pedro Sá Carneiro em Sexta-feira, 21 de Junho de 2013 às 11:15:44

Agora já percebi como é que o PSD do Reis foi buscar tão inositado candidato.
Andava intrigado, como é que o nosso parolo PSD repentinamente se lembrou deste prof. de direito em Coimbra???
Afinal os amigos são para as ocasiões, e o que o trás para a política não é a vaidade, tão somente a Água.
A nossa Água enche os bolsos a muita gente pelo país fora.

De: Paulo Faria em Sexta-feira, 21 de Junho de 2013 às 11:15:44

Parabéns.
O Mingos obediente e o seu padrinho Reis, como sempre escolheram para Barcelos o melhor.
Esta escolha do Pedro Gonçalves para a Assembleia Municipal é a prenda que faltava como reconhecimento pelos bons serviços jurídicos prestados.
Que dirá o MIB e o arquiteto Faria desta escolha???
Imaginem...

De: Anónimo em Quinta-feira, 20 de Junho de 2013 às 11:15:44

Que grande mafia que há em Barcelos com as águas....

De: Zorro em Quinta-feira, 20 de Junho de 2013 às 11:15:44

Bem vista essa coligação Somos Águas de Barcelos :-)))

De: AntonioM em Quinta-feira, 20 de Junho de 2013 às 11:15:44

Precisamente a 100 dias das eleições, temos a reapresentação da coligação Somos Águas de Barcelos.
Comentar  |   Imprimir  |   Voltar...
 
 
Termos de utilização  |  Política de privacidade  |  Contactos | Informação institucional - Lei da transparência