Este espaço publicitário pode ser seu
Primeira página  |   Publicite connosco  |   Favoritos  |   Classificados  |   Estatuto Editorial  |   Login  | Registo Domingo, 17 de Outubro de 2021
Actualidade Política Concelho Cultura Desporto Entrevista Participe Nós

II Rali de Barcelos
102 pilotos prontos para acelerar

Vai para a estrada amanhã mais uma edição do Rali de Barcelos. No total são 102 pilotos que vão acelerar pelas ruas da cidade e também por dezenas de freguesias.

A exemplo do que aconteceu no ano passado, onde ficou provado que os barcelenses gostam da modalidade de automobilismo, a segunda edição do rali que terá lugar no próximo sábado, vai contar com a presença de 102 pilotos, um recorde que ultrapassa outros eventos do país. São vários os troféus em disputa e este ano há um deles que nos merece particular atenção: “José Tavares”, troféu este que vai ter dez barcelenses a disputá-lo, nomeadamente Hélder Oliveira, José Figueiredo, Nuno Ralha, Fernando Cardoso, João Pimenta, André Pimenta, Miguel Cardoso, António Pinheiro e José Veiga.
Dizer à partida quais vão ser os primeiros é uma incógnita mas José Veiga, José Fernandes, André Pimenta e Hélder Oliveira perfilam-se para qualquer deles ocupar o pódio.
Quanto ao Troféu Clássicos, Frederico Ferreira, Américo Antunes, Paulo Azevedo e Fernando Rodrigues vão, também, lutar pelo pódio, assim como Nuna Pina e Daniel Ribeiro, estes no Troféu Peugeot. Quantos aos restantes troféus, Marbellas (9 carros), num dos quais concorre o paraplégico Valter Martins, Peugeots 206 (16 carros) e Fiat Uno 45 s (4 carros). De notar que a prova vai contar com a presença de 15 clássicos.
De referir que o Lancia que será pilotado por Hélder Oliveira, pertenceu ao finlandês Juka Kankkunem, campeão do mundo de ralis em 1992.
A terminar, a organização pede a colaboração do público no sentido da prova não conhecer qualquer contrariedade.

José Tavares
“Amigo do seu amigo”
José Tavares e António Durães foram alguns dos pilotos que levaram bem longe o nome de Barcelos. Falecido há cerca de quatro anos, José Tavares mereceu da organização do Rali de Barcelos a atribuição de um prémio com o seu nome para atribuir ao melhor piloto barcelense. Para falar do Zé Tavares, outro não poderia ser senão António Durães, seu companheiro de muitas provas desde 1976. Recordando com saudade o seu amigo, Durães começa por dizer que o Zé Tavares “era amigo do seu amigo” e que o momento mais marcante que ambos viveram foi o facto de terem sido a segunda melhor equipa no Rali de Portugal/Vinho do Porto, em 1980, e a melhor equipa portuguesa, ao volante de um Datsum 120Y, lembrou Durães, que viu com agrado a organização lembrar-se do piloto. “É uma homenagem merecida. O Zé Tavares deu nome a Barcelos e nunca foi patrocinado por ninguém. Fomos os dois primeiros pilotos a competir oficialmente. O Zé desapareceu e nunca mais ninguém se lembrou dele. Merece esta homenagem”, disse, a terminar, António Durães.

Hélder Pimenta (Organização)
“Vão estar presentes 102 pilotos. É um número absolutamente inacreditável no panorama do ralis. Penso que Barcelos conseguiu montar uma estrutura em condições, e, na minha opinião, será o rali muito interessante, que vai ser levado às populações”.







Carlos Brito (Vereador EMD)

“Este rali é um evento que vai promover as freguesias e a cidade. São 102 pilotos inscritos, o que é uma barreira que nunca foi conseguida, o que foi óptimo. Tentamos envolver muita gente e esperamos que os visitantes fiquem para os eventos do Carnaval”.







Como foi em 2009

Na estreia do CAM a lançar uma prova Open na cidade do galo, com 82 inscritos, a dupla campeã nacional Pedro Peres/Tiago Ferreira venceu o 1º Rali Barcelos. Foi a sua segunda vitória na época. A equipa portuense não foi abalada pela dupla Ricardo Costa/Nuno Almeida, despistada na segunda especial com aparato. Já Armindo Neves/Filipe Serra tiveram o motor partido na última etapa, dando o segundo lugar a Nuno Pina/Guilherme Pereira, que bateram in extremis João Ruivo/Alberto Silva. No Campeonato Júnior a vitória ficou em casa, para André Pimenta/Marcos Gonçalves, com quase 1’ sobre Pedro Tavares/Jorge Carvalho. No Troféu Fastbravo triunfou Óscar Coelho/José Ferreira e no Campeonato Regional Norte levou a melhor Paulo Silva/Sofia Mouta. Nuno Pina, lesionado no pé, dominou o Troféu Modelstand. Frederico Ferreira/Octávio Araújo ganharam nos Clássicos pela terceira vez na época.

Onde pode ver o Rali...
* PE 1 – CARVALHAL / GOIOS (5,13km – 10h18)
A transição da subida para descida no acesso ao santuário da Sra. da Franqueira tem salto e curva espectaculares. O público deve vir de carro até três horas antes. Finda no nó da EN306.
* PE 2 – CARVALHAS / S. EULÁLIA (9,60km – 10h37)
Plana, rápida e exigente, em piso variável e com curvas. Pode-se ver junto à “Ana Sousa”, EN505-1 a 2km do centro de Remelhe e o final da PE dá acesso fácil a meio da classificativa.
* PE 3 – MOURE / ADÃES (5,00km – 11h01)
A especial mais curta inicia na EN204 e acaba na EN103. Observar junto ao cemitério de Moure e, no final com boas curvas, da estrada interior a partir do centro comercial de Adães.
* PE 4 – BARCELOS 1
(6,40km - 13h30)
Repetindo o formato de 2009, é desenhada nas ruas da cidade, muito rápida e segura, com boa visibilidade. Há múltiplos acessos e “miradouros”, seguindo as indicações da PSP.
* PE 5 – COUREL / CRISTELO (11,50km – 15h23)
Após o almoço estreia a prova mais longa, que é das mais exigentes e espectaculares para público e concorrentes. A ver próximo da Leicar (mercado de gado) e, no final, seguir a EM553.
* PE 6 – VILA COVA / VILAR DO MONTE (6,75km
– 16h11)
Predomina novamente o piso variável, obrigando a perícia e concentração redobrada. Deve assistir em Vilar do Monte, vindo de Creixomil, e também em Vila Cova, vindo de Perelhal.
* PE 7 – PANQUE / ALVITO (11,00km – 17h00)
No troço mais a Norte e mais longe do centro operacional, atentar o arranque na estrada à esquerda após a ponte de Anhel, no relevo de Cossourado e na EM543-1 em Bárrio, Roriz.
* PE 8 – BARCELOS 2
(6,40km - 21h00)
Retoma-se a PE4, sem a luz do dia. Rectas e rotundas são pontos-chave. A PSP indica acessos, permanência e “miradouros” nos 6400 metros da “especial espectáculo”.

Autor: Mário Vieira
Sexta-feira, 12 de Fevereiro de 2010 - 12:09:31

Notícias relacionadas
Comentar  |   Imprimir  |   Voltar...
COMENTÁRIOS
Esta notícia ainda não foi comentada.
Comentar  |   Imprimir  |   Voltar...
Termos de utilização  |  Política de privacidade  |  Contactos | Informação institucional - Lei da transparencia �
Termos de utilização    |    Política de privacidade    |    Política de cookies    |    Resolução Alternativa de Litígios    |    Livro de Reclamações On-line