Fechar menu

Um patrão não pode ganhar o salário de 40 trabalhadores

Editorial assinado por Rui Pedro Faria, director-adjunto do Barcelos Popular

Foi recentemente tornado público que, em média, o líder de uma empresa cotada em bolsa recebe uma remuneração superior à soma dos salários de 42 trabalhadores da organização que dirige. Há mesmo casos em que o ordenado anual de 186 empregados não chega para igualar a remuneração do presidente executivo, como acontece na Jerónimo Martins, empresa proprietária da cadeia de distribuição alimentar Pingo Doce.

Conteúdo reservado a assinantes

Assine o jornal e tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos bem como a edição em PDF conortavelmente no seu pc.

Para assinar faça login com a sua conta na àrea reservada deste site, ou clique AQUI para se registar.

Se já tiver uma assinatura em vigor, após fazer login com a sua conta terá acesso a todos os conteúdos.

Caso, após o login efectuado, ainda não tiver uma assinatura válida, poderá clicar no botão abaixo para assinar e desbloquear assim todos os conteúdos do site.

Assinar o Jornal

Opinião

Rui Faria
10 de Nov de 2023 0

Outras artigos

O trigo e o joio

No passado sábado, os militantes do Partido Social...

desenvolvido por aznegocios.pt